7 Heróis quase sempre esquecidos

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Um dos temas mais fascinantes da mitologia grega, sem dúvida são os heróis. Eles muito nos inspiram, seja pela coragem, pela força ou pela inteligência.

O que poucas pessoas se dão conta é que os heróis gregos não estão limitados a Hércules, Perseu, Belerofonte, Teseu e Jasão.

Existem personagens deveras importantes, mas que são pouco abordados em filmes, livros, rodas de discussão, etc. E assim não ficaram tão populares.

É por isso que hoje trouxemos sete dos grandes heróis da mitologia grega que jamais devem ser esquecidos! Você conhece algum deles? Comente!

Heróis esquecidos da Mitologia Grega

1 – Protesilau

mitologia-grega-herois-protesilau
Protesilau casou-se com Laodâmia, mas logo foi convocado para lutar na Guerra de Tróia. Era considerado um dos mais bravos heróis da expedição grega, entretanto, acabou ficando esquecido devido sua breve participação na famosa guerra, o que não quer dizer que foi pouco importante.

Segundo o mito, havia um presságio de que o primeiro soldado grego que pisasse na terras troianas, seria também o primeiro a morrer.

Mesmo assim, para encorajar seus homens, Ulisses foi o primeiro a se lançar do navio, mas astuto, jogou seu escudo e pulou sobre ele.

Confiante e aguerrido, Protesilau foi o próximo a pular da embarcação, partindo direto para a batalha e matando quatro soldados troianos de uma só vez, mas logo foi perfurado pela espada de Heitor, perecendo.

Por sua atitude feroz, Protesilau inspirou o restante da tropa que lutou bravamente em sua honra, conquistando, assim, uma das mais importantes vitórias da Guerra de Tróia.

2 – Cadmo

mitologia-grega-herois-cadmo
É injusto falar sobre heróis da mitologia grega sem mencionar Cadmo. Sua bravura e seus importantes feitos podem tranquilamente ilustrar um livro inteiro, mesmo assim ele é pouco lembrado.

Cadmo é filho do Rei Agenor de Tiro com Teléfassa e irmão de Europa, aquela mesma raptada por Zeus na forma de um Touro.

Seu pai ordenou que ele saísse em busca da irmã e que só retornasse com ela. Assim, Cadmo entrou numa incessante procura por Europa, até que foi esclarecido pelo Oráculo de que sua busca seria em vão. Também foi comunicado que deveria fundar sua própria cidade após seguir uma vaca. Pode parecer estranho, mas contamos sobre essa história aqui.

Cadmo, então, fundou a Cadméia, posteriormente conhecida como Tebas, mas para isso precisou matar um dragão que assolava a região e tomava conta de um lago sagrado.

Seguindo os conselhos de Atena, Cadmo semeou os dentes do dragão, dos quais nasceram soldados armados conhecidos como Espartos, que ajudaram na construção da sua cidade.

Casou-se com Harmonia, filha de Ares e Afrodite, e já em idade avançada, os deuses transformaram os dois em um casal de serpentes.

3 – Filoctetes

mitologia-grega-herois-filoctetes
Filoctetes foi um dos Argonautas, mestre em armas, que ficou famoso pela sua forte amizade com o maior de todos os heróis da mitologia grega, Hércules. Tanto que na morte do filho de Zeus, foi Filoctetes quem acendeu a pira funerária cremando o corpo do semideus.

Antes de morrer, para selar a fiel amizade, Hércules deu a Filoctetes seu arco e suas flechas envenenadas com o sangue da Hidra de Lerna.

Posteriormente, Filoctetes juntou-se às tropas helênicas para lutar na Guerra de Tróia. Em um famoso episódio, o herói acidentalmente feriu seu pé com uma das flechas de Hércules. A ferida apodreceu e passou a emanar um terrível odor que incomodou todos os homens do navio, fazendo com que ele fosse abandonado na ilha de Lemnos, onde ficou sozinho por dez anos.

Neste período os gregos sofriam na maior batalha entre homens da mitologia grega. Foi quando Heleno, em uma de suas previsões, revelou que os aqueus sairiam vitoriosos se utilizassem na batalha o arco e as flechas de Hércules, mas também deveriam levar à cidade Neoptólemo, filho de Aquiles.

Desta maneira, Filoctetes foi resgatado de Lemnos, teve sua ferida curada e participou ativamente dos combates, exterminando valorosos guerreiros troianos, dentre eles Páris, o homem que assassinou Aquiles.

4 – Sarpedão

mitologia-grega-herois-sarpedao
Já falamos sobre heróis aqueus, agora vamos falar de um troiano. Este é Sarpedão, ou Sarpedon, filho de Zeus com Europa, um dos mais temíveis guerreiros de Tróia.

Conta a lenda que Sarpedão era gigantesco e aniquilava facilmente seus oponentes, até encarar Pátroclo (aquele mesmo, amante de Aquiles). Em batalha ferrenha, o filho de Zeus, em um descuido, levou a pior diante do habilidoso guerreiro grego.

Zeus ainda pensou em intervir na morte de seu filho bastardo, mas a ciumenta Hera o impediu.

Para manifestar sua tristeza, Zeus fez chover sangue no momento em que o corpo de Sarpedão foi ao chão.

Como se tratava de um guerreiro semi-sagrado, seus restos mortais foram amplamente disputados, tanto pelos gregos quanto pelos troianos, mas a pedido de Zeus, Apolo apoderou-se do corpo de Sarpedão e o entregou aos deuses Hipnos, o sono, e Tânato, a morte.

5 – Iolau

mitologia-grega-herois-iolau
Iolau era sobrinho de Hércules, ou primo, segundo algumas versões. Estava sempre na companhia do grande filho de Zeus, ajudando-o em diversas de suas aventuras.

A mais famosa foi a batalha contra a Hidra de Lerna, que corresponde ao segundo dos Doze Trabalhos de Hércules. A Hidra era um dos monstros mais horripilantes da mitologia grega, sendo uma espécie de lagarto com nove cabeças, que quando eram cortadas nasciam duas no lugar, sendo a do meio imortal.

Mesmo assim os heróis concluíram com êxito a tarefa. Enquanto Hércules cortava uma cabeça, Iolau cauterizava com uma tocha, não permitindo, assim, que as cabeças se multiplicassem. Já a do meio, imortal, foi presa para sempre sob um enorme rochedo.

Algumas versões apontam Iolau, e não Filoctetes, por ter acendido a pira de Hércules.

6 – Enéias

mitologia-grega-herois-eneias
Enéias é mais um herói importantíssimo da mitologia greco-romana, mas que muitas vezes é deixado de lado. Segundo a lenda ele era filho de Afrodite e Anquises e só não era mais forte que Heitor, pelo lado dos troianos.

Participou ativamente das batalhas da Guerra de Tróia, lutando, inclusive, contra o terrível Diomedes. Na ocasião, Afrodite intercedeu pelo filho e foi ferida pelo soldado grego. Este episódio é um dos únicos em que um deus foi lacerado por um homem.

Com a queda de Tróia, Enéias fugiu levando consigo sua esposa, seu filho e seu pai, além de alguns remanescentes, com o intuito de fundar uma nova cidade.

A partir daí protagonizou uma das maiores aventuras da mitologia, a Eneida, semelhante à Odisséia, onde passou pela ilha das hárpias, ilha de Polifemo, dentre outras.

Ao final de sua Epopéia, Enéias voltou à Tróia em ruínas e a reergueu. Seus descendentes diretos são Rômulo e Remo, os fundadores da Segunda Tróia, conhecida posteriormente como Roma.

7 – Neoptólemo

mitologia-grega-herois-neoptolemo
Este herói, filho de de Aquiles e Deidamia, também é um dos personagens sempre esquecidos, apesar da sua grande importância também na Guerra de Tróia.

Depois da morte de seu pai, os gregos perderam muita força e cogitaram recuar, foi quando capturaram Heleno, filho vidente de Príamo, rei de Tróia, e sob tortura fizeram-no confessar a maneira a qual os aqueus sairiam vitoriosos da guerra.

Como já foi dito mais acima, Heleno revelou que as flechas de Hércules fossem levadas às terras troianas e também enfatizou que a presença de Neoptólemo colocaria um ponto final à guerra.

Ao se apresentar diante dos aliados, o espírito de Aquiles apareceu ao seu lado, causando ímpeto e encorajando os soldados gregos para mais uma investida.

Foi quando Neoptólemo fez jus à sua descendência e decapitou Príamo, o rei de Tróia, pondo fim à guerra.

E você, conhece estes heróis? Conhece algum outro para nos contar? Comente e não esqueça de compartilhar! share-facebook-200

Leia também

Comentários

comentários