7 Tríades da Mitologia Grega

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Você conhece as tríades da mitologia grega? Elas estão presentes em diversos mitos e muitas vezes são confundidas entre si.

O número 3 é um símbolo sagrado para o povo grego e como não poderia ser diferente, a mitologia grega possui várias tríades.

Essas tríades são compostas, obviamente, por três seres semelhantes, que se completam e têm um papel específico. Como exemplo podemos citar as tríades dos juízes do inferno, composta por Minos, Éaco e Radamanto e a dos hecatônquiros, essa representada por Coto, Giges e Briareu.

Dentre tantas, hoje vamos falar de outras tríades. As sete mais famosas e representativas da mitologia grega. Vamos lá!

As tríades mais famosas da mitologia grega

Três Moiras

mitologia-grega-triades-moiras
As Moiras eram três irmãs que tinham o poder de determinar o destino tanto dos mortais quanto dos deuses. Eram elas que fabricavam, teciam e cortavam o que era conhecido como o fio da vida.

Para isso, elas utilizavam a Roda da Fortuna, sendo que as voltas dadas pelo tear significavam a posição do indivíduo na vida, ou seja, o topo é uma parte mais privilegiada, enquanto a parte inferior é menos desejada.

Tudo isso serve como uma simbologia para os momentos de maior ou menor sorte da vida de alguém.

As Moiras se chamam Coto, Láquesis e Átropos e pertencem à geração dos deuses primordiais. Elas eram descritas pelos poetas da antiguidade como velhas sinistras, já pelos modernos eram retratadas como donzelas sombrias.

Três Górgonas

mitologia-grega-triades-gorgonas

As Górgonas eram figuras mitológicas monstruosas. Elas eram mulheres que tinham serpentes na cabeça, no lugar do cabelo. Além disso, outra característica desses seres é que tinham o corpo recoberto por escamas, dentes pontudos e garras de metal.

Das três figuras a mais conhecida era Medusa, mas compunham a tríade junto com ela Esteno e Euríale. O poder delas era transformar em pedra qualquer um que as olhasse nos olhos.

Medusa é famosa por ter sido decapitada pelo herói Perseu e também por ter dado origem ao Pégaso.

Três Gréias

mitologia-grega-triades-greias
Essas personagens da mitologia eram três irmãs que possuíam o cabelo grisalho desde o nascimento. Elas eram filhas de Forcis e Ceto. Seus nomes são Dino, Ênio, Pênfredo.

Além disso, eram irmãs das Górgonas com as quais eram constantemente confundidas e, juntas, tinham apenas um dente e um olho, os quais usavam alternadamente.

Eram elas que tinham a missão de guardar o caminho que conduzia até a morada das Górgonas e tiveram o seu único olho roubado por Perseu, quando ele quis matar Medusa, fazendo com que as Greias caíssem em sono profundo.

Três Erínias (Fúrias)

mitologia-grega-triades-furias
As Erínias eram as deusas encarregadas de castigar os crimes dos homens. Assim como Nêmesis, as Fúrias personificavam a vingança, entretanto a primeira representava a vingança divina, enquanto a tríade das Erínias representava a vingança pós-morte, isto é, elas estavam ligadas somente aos castigos dos mortais.

Seus nomes eram Tisífone, que significa “Castigo”, Megera, que significa “Rancor” e Alecto, que significa “Inominável”.

Essas três figuras mitológicas habitavam as profundezas do tártaro, torturando as almas pecadoras que já haviam sido julgadas pela tríade dos juízes infernais.

As Erínias também eram chamadas de Eumênides, que em grego significa benevolentes ou bondosas. Claro que essa era apenas uma maneira de evitar a pronuncia do seu nome verdadeiro, por medo de atrair a sua cólera.

Três Cárites (Graças)

mitologia-grega-triades-graças
As Cárites, que em latim significa Graças, são deusas da beleza, dos banquetes, do encanto, da gratidão, da sorte e da prosperidade familiar. A maioria dos autores descreviam-nas como filhas de Eurínome e Zeus, entretanto, dependendo do mito podiam ser filhas de Dionísio, de Hera e até mesmo de Zeus com Eunômia.

Homero, por exemplo, descreveu-as como pertencentes à comitiva da deusa Afrodite. Essas três divindades possuíam muita beleza e virtudes, também sendo chamadas de musas, e já foram dançarinas de festas no Monte Olimpo.

O que tudo indica é que o culto a essas deusas iniciou-se na Beócia, que as considerava deusas da vegetação. Seus nomes eram:

  • Tália: que faz as flores brotarem
  • Eufrosina: o sentido da alegria, esposa de Hipnos
  • Aglaia: a claridade, esposa de Hefesto

Elas passaram a ganhar maior visibilidade no Renascimento, sendo bastante representadas em pinturas.

Três Horas

mitologia-grega-triades-horas
As horas eram um grupo de deusas que coordenavam as estações do ano e eram filhas de Têmis e Zeus, personificando a ordem do mundo. Seus nomes eram:

  • Dice: a justiça
  • Irene: a paz
  • Eunômia: a ordem, a lei e a legalidade

Posteriormente vieram ainda mais nove horas que são as guardiãs do ciclo anual de crescimento da natureza e também das estações climáticas.

Três Musas (Originais)

mitologia-grega-triades-musas
Pausânias foi um célebre viajante e geógrafo grego que escreveu a Descrição da Grécia; uma obra considerada de grande importância e que contribuiu muito a introdução da cultura grega no mundo.

Segundo ele, originalmente, apenas três musas eram adoradas na região da Beócia: Aede que era o canto da voz, Méletee que era a meditação e Mneme que era a memória.

Depois vieram as nove musas do Olimpo, filhas de Zeus e Mnemósine, das quais falamos neste post.

Conhece mais alguma tríade da mitologia grega? Conte-nos! Então não deixe de compartilhar! share-facebook-200

Leia também

Comentários

comentários