8 incríveis figuras quase sempre esquecidas da Mitologia Grega

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Quando o assunto é Mitologia Grega o que nos vêm à cabeça são os grandes e poderosos Deuses do Olimpo ou algumas figuras icônicas como a Medusa, Minotauro, Centauros, Hércules, etc.

Por isso vamos lembrar neste post que a Mitologia Grega é muito mais que as histórias populares ilustradas nos filmes.

Reunimos aqui 8 figuras incríveis, que tiveram papéis importantíssimos na Mitologia Grega e muitas vezes são esquecidas.

Será que vocês já ouviram falar deles?

Depois: Conheça mais 7 curiosidades surpreendentes da Mitologia Grega

1 – Caronte, o barqueiro do inferno

mitologia-grega-caronte

Filho de Nix, a Noite, Caronte era o barqueiro responsável por atravessar as almas dos recém-mortos da terra dos vivos para mundo dos mortos através dos rios Estige e Aqueronte.

Aos mortos, Caronte cobrava uma moeda para fazer a travessia. Quem não tinha era castigado, tendo que vagar por 100 anos às margens do rio. Por este motivo, na Grécia antiga, os cadáveres eram enterrados com uma moeda de óbulo ou dânaca dentro da boca.

Caronte aparece em várias passagens marcantes na Mitologia Grega, dentre elas nos mitos dos 12 Trabalhos de Hércules e Orfeu e Eurídice.

Na primeiro, temeu ao forte herói e o atravessou sobre o rio Aqueronte, permitindo que ele concluísse com sucesso seu último ofício, que era capturar Cérbero, o cão de três cabeças, guardião da porta do inferno.

Na segundo, Caronte foi seduzido pela doce lira de Orfeu e o atravessou sobre o rio Estige para resgatar sua amada Eurídice.

Leia mais em: Orfeu, o poeta que desceu ao inferno.

2 – Hebe, a deusa da juventude

mitologia-grega-hebe

Filha de Zeus e Hera. Graças a Hebe os Deuses do Olimpo mantinham suas aparências sempre graciosas, pois ela era responsável por preparar e servir o néctar e a ambrosia, alimentos que lhes davam a condição da imortalidade.

Em certa ocasião, enquanto prestava seu serviço, Hebe se desconcentrou e caiu fazendo com que os deuses presentes se pusessem a rir descontroladamente.

Após o vexame, Hebe passou seu posto ao belo Ganimedes e casou-se com Hércules, com quem teve dois filhos.

3 – As Moiras, donas do destino

mitologia-grega-moiras

Assim como Caronte, eram filhas de Nix, a noite. Eram três irmãs responsáveis por fabricar, tecer e cortar o fio da vida, utilizando a Roda da Fortuna. Portanto, todas as pessoas tinham seus destinos individuais determinados por elas, que se chamavam:

  • Cloto, que no grego significa “fiar”, responsável por tecer o fio segurando o fuso.
  • Láquesis, do grego “sortear”, responsável por puxar e enrolar o fio.
  • Átropos, “afastar”, responsável por cortar o fio, determinando o fim da vida.

Em Roma eram conhecidas como As Parcas.

Leia mais em: Moros, o Deus do Destino

 4 – Asclépio, o deus da medicina

mitologia-grega-asclepio

Também conhecido como Esculápio, considerado o deus da medicina e da cura. Filho de Apolo e Corônis.

Apolo, quando descobriu que Corônis tinha um amante, ficou furioso e lhe tirou a vida, arrancando o filho Asclépio do ventre. A criança foi entregue ao sábio centauro Quíron, que o ensinou a arte da cura.

Leia mais em: Centauros, metade homem, metade cavalo.

Asclépio tornou-se um curador-mestre, conhecedor exímio de elementos, matérias e ervas especiais que podiam curar e até ressuscitar, superando assim seu instrutor e atraindo a atenção dos deuses.

Zeus, deus supremo na Mitologia Grega, receoso com o constante progresso de Asclépio, o destruiu com um raio, com a justificativa de que os homens não podem se tornar iguais aos deuses.

5 – Sísifo, o homem que acabou com a morte

mitologia-grega-sisifo

Filho de Éolo da Tessália e Enarete, Sísifo chegou a ser considerado o homem mais esperto do mundo. Por muitos anos reinou em Corinto. Era avô de Belerofonte, o herói que matou a temida Quimera montando o Pégaso.

Leia mais em: Belerofonte e o Pégaso.

Sísifo era tão astuto que, em certa ocasião, conseguiu enganar Tânato, a morte e o prendeu com uma coleira encantada, marcando um período em que ninguém mais morria.

Hades deixou de receber suas almas no inferno e a ausência da morte nas guerras deixou Ares enfurecido. Eles então se uniram e libertaram Tânato, levando Sísifo para a terra dos mortos.

Como castigo, Sísifo foi condenado a rolar uma enorme pedra até o cume de uma das montanhas do sub-mundo, sendo que toda vez que estava quase chegando ao topo, a pedra rolava novamente ao ponto de partida, tornando, assim, seu trabalho eterno.

6 – Atalanta, rápida e mortal

mitologia-grega-atalanta

A única filha de Íaso, que por ter nascido do sexo feminino, foi abandonada por seu pai no monte Partênio, ainda muito pequena.

Foi alimentada por uma ursa e depois acolhida e criada pela deusa Ártemis, se tornando uma de suas melhores caçadoras.

Atalanta desenvolveu o dom corrida. Sua velocidade era tamanha que diversas vezes chegou a ser comparada ao deus Hermes, quando equipado com suas sandálias aladas.

Atalanta costumava desafiar seus pretendentes numa corrida, colocando a condição: se perdesse se casaria, mas se ganhasse ele deveria pagar com sua vida. E assim Atalanta acabou liquidando com diversos aspirantes.

O único a vencer Atalanta foi apaixonado Hipômenes. Afrodite, a deusa do amor se compadeceu com a paixão do candidato e lhe entregou três maçãs de ouro, orientando que as largasse durante a competição. Assim Hipômenes fez. Enquanto Atalanta se abaixava para pegar as maçãs, ele ia abrindo distância até vencer a corrida.

7 – Tirésias, o vidente sexólogo

mitologia-grega-tiresias

Tirésias era filho de uma das ninfas de Atena, a deusa da sabedoria. Certa vez, seguindo sua mãe às escondidas, surpreendeu Atena nua banhando-se em um lago. A deusa, enfurecida, imediatamente o cegou. Contudo, por amor à mãe do rapaz, lhe abriu os olhos interiores e lhe deu o dom da profecia.

Leia mais em: Atena, a sabedoria.

Numa outra circunstância, Tirésias encontrou duas serpentes copulando e matou a fêmea, assim se transformando imediatamente em uma mulher. Viveu como mulher por muitos anos.

Um tempo depois, ao aniquilar outra serpente em cópula, desta vez macho, voltou a ter sua forma masculina.

Por ter vivido experiências incorporado com os dois gêneros, Tirésias tornou-se especialista na sexualidade humana, chegando a dizer à Zeus e Hera que “se dividirmos o prazer em dez partes, as mulheres ficam com nove e o homem com uma”, contrariando a deusa.

Tirésias teve papel marcante em vários contos da Mitologia Grega, como nos de Ulisses, na Odisséia e Édipo Rei, com previsões que mudaram completamente os rumos das histórias.

8 – As Erínias, personificações da vingança

mitologia-grega-erinias

Também filhas de Nix, a Noite, vingadoras a serviço dos deuses infernais Hades e Perséfone. Eram responsáveis por punir os homens pecaminosos após o julgamento. Os gregos temiam pronunciar o nome Erínias e por eufemismo referiam-se a elas como as Benevolentes. Eram três:

  • Tsífone, a vingadora. Castigava os assassinos, homicidas.
  • Alecto, a implacável. Castigava os crimes morais como a soberba e a ira.
  • Megera, a rancorosa. Castigava os infiéis, principalmente os matrimoniais.

Em Roma eram conhecidas como As Fúrias.

Conheça mais filhos de Nix aqui: Os filhos de Nix, a deusa da noite profunda.

 share-facebook-200

Leia também

Comentários

comentários

Open