Hécate e Hermes, uma curiosa relação

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

A mitologia grega é cheia de histórias de guerras, conflitos, batalhas, vingança e também de amor, claro! Um desses envolvimentos que não poderíamos deixar de falar é o de Hécate e Hermes.

Aliás, pode-se arriscar dizer que os amores, paixões e relacionamentos predominam nos mitos e também são os geradores da maioria dos conflitos.

Antes de falarmos sobre a relação entre esses dois deuses, vamos conhecer um pouco mais sobre eles.

Hécate, a deusa dos caminhos

mitologia-grega-hecate
Na mitologia grega, Hécate é a deusa dos partos e das terras selvagens, sendo comumente representada segurando uma chave ou duas tochas.

Nas suas primeiras representações a deusa tinha apenas uma face, porém, com o passar do tempo, ela passa a ser representada na forma tripla, expressando sua natureza mística e múltipla que pode olhar para o presente, passado e futuro ao mesmo tempo.

Ela também era associada às encruzilhadas, bem como a bruxaria, a magia, a lua e ao fogo e tinha um vasto conhecimento em ervas e plantas venenosas, feitiçaria e fantasmas.

Hécate vivia no mundo inferior, porém podia transitar livremente entre a terra, céu e mar e tinha um importante papel de salvadora universal.

Ela também era uma das divindades mais adoradas nos lares gregos principalmente os atenienses, pois era a protetora das famílias e conferia a eles bênçãos diariamente.

Essa deusa, também conhecida como Perséia, era filha dos titãs Perses, deus da destruição e da luxúria, com Astéria, deusa da noite estrelada. Entretanto, Hécate foi criada por Perséfone, a rainha do submundo e deusa das ervas, perfumes, flores e frutos.

Vale lembrar que primeiramente Hécate morava no Olimpo com seus pais, porém ela despertou a fúria de sua mãe quando roubou dela um pote de carmim. Depois disso, Hécate fugiu para a terra e acabou se tornando impura sendo levada às trevas para ser novamente purificada.

Foi no submundo, vivendo no reino de Hades, que ela conheceu Perséfone e passou a fazer parte de rituais e cerimônias.

Embora fosse descendente de titãs, Hécate nunca teve seu mito próprio e foi uma divindade pouco mencionada na mitologia grega aparecendo apenas em mitos alheios.

Já nas tradições pagãs, em especial na Wicca, Hécate é comparada à Deusa Tríplice, a qual representa as três fases visíveis da lua, sendo:

  • Lua Nova/Crescente, representando a Deusa Donzela (Pureza);
  • Lua Cheia, representando a Deusa Mãe (Proteção);
  • Lua Minguante, representando a Deusa Anciã (Sabedoria).

Hermes, um deus de muitos atributos

mitologia-grega-hermes-hades
Na mitologia grega Hermes era filho do poderoso Zeus, o deus dos deuses, com Maia, uma das plêiades e possuía diversos atributos, sendo uma das divindades mais antigas, cultuado desde o período da pré-Grécia Antiga.

Ele é conhecido como deus da fertilidade, da magia, dos rebanhos, das estradas e viagens e, com o passar dos anos, foi sendo considerado também o deus da astronomia, dos comerciantes, da eloquência e muitos outros. Isso tudo sem falar que também era ele quem guiava as almas dos mortos até o reino dominado por Hades.

Na literatura, as primeiras descrições de Hermes, que datam do período Arcaico da Grécia, já o mostram nascendo na Arcádia e realizando proezas desde o seu primeiro dia de vida, exibindo poderes.

Isso porque ele, ainda recém-nascido, furtou as vacas de Apolo, seu irmão. Ele também inventou os sacrifícios, o fogo, a lira e as sandálias mágicas.

No dia seguinte ao furto das vacas, Hermes foi perdoado e recebeu do irmão Apolo e do pai Zeus poderes extras entrando para o Olimpo como um dos grandes deuses.

Como qualquer deus popular, com o passar o tempo, foram surgindo diversas histórias e mitos sobre Hermes, muitas delas completamente divergentes entre si em diversos detalhes.

Entretanto, algo que era comum em todas é que Hermes era um dos deuses mais populares e que teve muitos amores, gerando um grande número de herdeiros.

A relação entre Hécate e Hermes

mitologia-grega-hermes-hecate
Muitas pessoas se perguntam “como pode ter havido um caso de amor entre esses dois deuses?” É isso que vamos esclarecer agora.

Como podemos perceber nas descrições dos deuses acima, eles têm diversas coisas em comum, dentre elas destacamos:

  • Ambos eram deuses dos caminhos e das estradas;
  • Os dois eram conhecedores exímios da magia;
  • Perambulavam livremente nas terras superiores e inferiores;
  • Ambos são guias dos mortos;
  • Estão ligados à fertilidade.

Mas a conexão maior entre os dois tem um nome: Perséfone.

Para isso precisamos relembrar, resumidamente, que Perséfone foi raptada por Hades, o deus do mundo inferior e tornou-se a Rainha do Submundo. Deméter, sua mãe não aceitou ficar longe da filha e amaldiçoou a terra. Com Zeus e Hades, Deméter fez um trato para salvar as terras inférteis do planeta: Deveria ficar seis meses com a filha e os outros seis meses Perséfone ficaria com seu marido Hades.

Zeus deu a Hermes a tarefa de buscar Perséfone nas portas do mundo inferior e levar até o Olimpo e depois de seis meses devolver a rainha às portas do Hades.

Já Hécate realizava a segunda etapa da tarefa, só que no submundo. Buscava Perséfone na entrada do mundo inferior para guiá-la até seu marido. Após seis meses deixava-a novamente às portas para mundo superior.

mitologia-grega-hermes-persefone
Desta maneira, de seis em seis meses, Hermes e Hécate ficavam frente a frente.

Funcionava basicamente assim: Na primavera, Hécate conduzia Perséfone à saída porta do mundo dos mortos e entregava a Hermes. Já no início do outono era a vez de Hermes conduzir Perséfone até a entrada do submundo e entregá-la à Hécate.

Numa dessas viagens Hermes seduziu Hécate às margens do lago Boibes no submundo, onde começaram um intenso caso de amor.

De acordo com os gregos antigos, apesar de pertencerem a mundos opostos, eles representavam o equilíbrio perfeito, sendo luz e sombra, céu e inferno, masculino e feminino.

Acreditavam que um não poderia existir sem o outro, pois eles formavam o laço perfeito que mantinha os mundos interligados e unificados.

Pronto! Agora você já sabe um pouco mais sobre Hécate e Hermes e qual a relação deles na mitologia grega! Se gostou não esqueça de compartilhar! Aproveite!

share-facebook-200

Leia também

Comentários

comentários