O Inferno de Dante

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Dante Alighieri nasceu no século XIII, em Florença, e foi um grande poeta, político e escritor que ficou amplamente conhecido por sua obra intitulada “A Divina Comédia”, um conjunto de três livros que deu origem ao famoso Inferno de Dante.

A Divina Comédia, entretanto, é um poema de viés teológico e épico da literatura, escrito no século XIV e dividido em três diferentes partes: Inferno, Purgatório e Paraíso.

O curioso é que cada uma das três partes do poema, citadas acima, se divide em cantos que, por sua vez, são compostos de tercetos.

Você notará no decorrer do artigo que muitos detalhes do Inferno de Dante estão ligados ao número três, pois ele fez uma composição baseada nesse número, fazendo uma referência à Santíssima Trindade, ao triângulo e também ao equilíbrio.

Destacamos que um ponto importante é que o poema ainda possui 3 personagens principais: Dante, que é a representação do homem, Beatriz, que é a representação da fé e Virgílio, que é a representação da razão.

Ainda trabalhando com esse algarismo, cada uma das estrofes possui 3 versos e cada uma de suas 3 partes possui 33 cantos.

O Inferno é a primeira das três partes e nada mais é do que um canto que serve como uma introdução para o poema.

Outra curiosidade é que os três livros terminam com a mesma palavra: stelle, que em italiano significa “estrelas”.

Conhecendo o Inferno de Dante

mitologia-grega-inferno-de-dante

Pois bem, muitos séculos já se passaram desde então e a obra de Dante segue atual e já virou até um jogo produzido pela EA Games. A DC Comics também já lançou uma série sobre esse assunto.

Essa saga se inicia com Dante no meio da Floresta da Perdição, onde existem dois caminhos de saída, porém o mais fácil está bloqueado por três feras.

É então que chega Virgílio, um poeta da antiguidade, e ajuda Dante, guiando-o através do caminho mais difícil que passa pelo inferno, purgatório e paraíso. Como já dissemos, cada fase é um livro que compõe A Divina Comédia.

No decorrer do trajeto pelo Inferno, Dante acaba cruzando com diversas figuras mitológicas, o que pode parecer estranho à primeira vista, mas a verdade é que essa obra mistura mitologia grega, pessoas famosas da época e crenças católicas.

O interessante é que Dante descreve um inferno em espiral que vai descendo em círculos, sendo ao todo nove estágios.

Em todos os círculos estão almas em castigo, sempre de acordo com suas ações em vida. Dessa forma, os primeiros círculos são para os que cometeram pecados mais leves e por isso os castigos são mais brandos. Quanto mais se avança nos círculos, mais pesados os castigos ficam.

Os 9 círculos do inferno de Dante e suas figuras mitológicas

Logo na entrada do mundo inferior, ainda antes dos círculos, Dante e Virgílio dão de cara com aqueles foram omissos, ou seja, nem fieis nem rebeldes a Deus, no chamado vestíbulo dos ignavos.

Essas criaturas são aquelas que Deus desprezou, mas o inferno também não quis. Como castigo elas devem ficar nuas sendo eternamente picadas por moscas e vespas.

Para separar esse vestíbulo do início dos círculos do inferno, Dante pôs o rio Aqueronte, que pertence ao inferno de Hades, no qual o Barqueiro Caronte faz a travessia das almas.

1º Círculo: Limbo

mitologia-grega-inferno-de-dante-1-circulo
Nesse primeiro círculo se encontram as pessoas que não tiveram a chance de serem batizadas e entre eles está Virgílio. Essas almas que se encontram no primeiro círculo não recebem nenhum castigo, porém, não terão a oportunidade de conhecer Deus.

2º Círculo: Luxuriosos

mitologia-grega-inferno-de-dante-2-circulo
Como se deixaram levar pelos prazeres carnais enquanto viviam, essas almas têm como castigo serem arrebatadas continuamente por ventos e furacões que representam o vício pela carne.

Nesse círculo também é possível encontrar Minos, que foi Rei de Creta enquanto viveu. Segundo a mitologia grega, após a sua morte Minos, Éaco e Radamento foram nomeados os juízes das almas.

De acordo com Dante, Minos é quem decide para qual círculo o pecador será levado.

3º Círculo: Gulosos

mitologia-grega-inferno-de-dante-3-circulo
É nesse círculo que se encontra Cérbero, o cão de três cabeças da mitologia grega. Lembrando que Hércules teve que enfrentar essa figura mitológica em seu 12º trabalho.

Segundo Dante, ali os que cometeram o pecado da gula são arrebatados continuamente com chuva de granizo e neve enquanto Cérbero os laceram e devoram aos poucos. Assim, os que gostavam de comer acabavam virando a comida.

4º Círculo: Avarentos

mitologia-grega-inferno-de-dante-3-circulo
O guardião da entrada desse círculo é Pluto, deus da riqueza, filho de Deméter na mitologia grega.

Nesse local, o castigo dado às almas é empurrar eternamente grandes e pesadas pedras que representam suas riquezas acumuladas e que poderiam ter sido usadas de forma benéfica, mas não foram. Pelo trajeto eles vão se insultando.

5º Círculo: Irados

mitologia-grega-inferno-de-dante-5-circulo
Nesse círculo se encontram aqueles que cometeram o pecado da ira e como castigo, essas almas ficam mergulhadas se autoflagelando nas barrentas e sanguinárias águas do rio Estige, que também era um dos rios do reino de Hades na mitologia grega. No fundo do rio, sem permissão para subir, estão os rancorosos.

Lembramos que foi nesse mesmo rio que Aquiles foi mergulhado ainda bebê por sua mãe, que deixou somente o seu calcanhar de fora das águas.

Antes do próximo círculo vem o muro de Dite e a única passagem possível é uma porta que se encontra fechada. Além de ter que lidar com demônios que ficam tentando impedir a passagem, eles ainda dão de cara com Medusa e com as três Fúrias, criaturas que torturam as almas pecadoras no inferno dos gregos. Entretanto, conseguiram passar.

6º Círculo: Hereges

mitologia-grega-inferno-de-dante-6-circulo
Nesse círculo estão os hereges e lá, como castigo, os pecadores que não creem em Deus e Jesus Cristo são sepultados em túmulos flamejantes.

É aqui que podemos observar melhor essa mescla que Dante faz entre o cristianismo e a mitologia grega.

7º Círculo: Violentos

mitologia-grega-inferno-de-dante-7-circulo
A entrada desse círculo é guardada pelo Minotauro e o espaço é subdivido em três sub-círculos:

  • No primeiro ficam os que foram violentos com o próximo, sendo mergulhados nas águas ferventes do rio Flegetonte, que é mais um dos rios de Hades. Vale ressaltar que as águas desse rio são compostas pelo sangue das pessoas que eles maltrataram. Às margens, centauros flecham todos aqueles que tentam fugir.
  • No segundo estão almas que foram violentas consigo ou com seus bens. Por não terem respeitado seus corpos em vida, elas perdem a posse sobre ele, tornando-se árvores. Até seria um castigo tranquilo se não fossem as Hárpias, monstros híbrido da mitologia grega, tendo a forma de mulher e pássaro. Elas completam o castigo arrancando pequenos pedaços das “árvores” sempre que regeneram. Já os que não valorizaram seus bens são perseguidos eternamente por cães.
  • No terceiro estão aqueles que foram violentos com Deus, num local ermo, com areia escaldante e fogo caindo do céu como se fosse chuva. Esse local representa o mundo contrário criado por Deus. Também se encontram aqui aqueles que não respeitaram a natureza, que Dante chamava de sodomitas, e os que foram violentos com a arte.

Separando esse círculo do próximo, existe um abismo onde fica Gerião, um gigante de três corpos que foi morto por Hércules em um de seus famosos trabalhos.

8º Círculo: Maliciosos e Fraudadores

mitologia-grega-inferno-de-dante-8-circulo
Esse círculo também possui subdivisões, que são 10 no total:

  • Na primeira estão aqueles que seduziam mulheres, castigados através do açoite;
  • No segundo são os bajuladores, castigados com esterco;
  • No terceiro aqueles que fizeram a venda de favores divinos, cargos eclesiásticos e peças sagradas, são atolados em buracos com os pés para fora sendo queimados;
  • No quarto estão aqueles que se fizeram passar por adivinhos ou magos e seus castigos é terem seus rostos virados para trás.
  • No quinto são os que fizeram a negociação de cargos públicos ou furtaram seus amos, castigados por demônios que os espetam e os mergulham em um poço de piche fervente.
  • No sexto vêm os hipócritas, castigados com pesadas capas de chumbo dourado;
  • No sétimo estão os ladrões, em um eterno ciclo onde são picados por cobras, morrem e nascem para serem picados novamente;
  • No oitavo ficam os maus conselheiros, totalmente envolvidos em chamas;
  • No nono é a vez dos causadores de discórdia e confusão, que são perseguidos por demônios armados de espadas
  • No décimo estão os falsários, que são castigados com úlceras e feridas que ardem.

Separando esse círculo do próximo, que é o último, existe um poço repleto de gigantes rebeldes que Dante afirma serem horrorosos. Entretanto, mesmo sendo asquerosos eles foram gentis com nossos dois personagens, levando-os até o outro lado do poço.

9º Círculo: Traidores

mitologia-grega-inferno-de-dante-9-circulo
Neste último círculo encontram-se os traidores, para quem o Diabo reservou um castigo bem peculiar: Gelo! Aqui os pecadores se encontram com gelo até a cabeça. Esse círculo também se subdivide em quatro partes menores.

  • Na primeira, denominada de Caína em referência a Caim da bíblia, os que traíram seu sangue estão mergulhados no gelo até o peito;
  • Na seguinte, denominada de Antenora, os que traíram sua pátria ou seu partido estão mergulhados no gelo até o pescoço;
  • Na terceira, a Ptoloméia, os que traíram seus amigos e pessoas de seu convívio ficam somente com o rosto para fora do gelo, enquanto suas lágrimas congelam os olhos;
  • Por fim, a Judeca em referência a Judas Iscariotes, os que traíram seus benfeitores ou senhores estão totalmente cobertos pelo gelo.

É bem no meio dessa última espiral que está Lúcifer com três cabeças, mastigando os grandes traidores da história: Cássio, Brutus e Judas.

Para conseguir chegar até o purgatório, onde Beatriz o espera, Dante atravessa o caminho pelas costas peludas do Capetão-mor, e vai em direção ao centro da terra. Mas isso é história para o próximo capítulo…

livro-divina-comedia
Agora que você já sabe mais sobre O Inferno de Dante e todos os seus círculos, que tal compartilhar? share-facebook-200

Leia também

Comentários

comentários